segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Seminário do LHIST (28/09)

Será realizada, no próximo dia 28 de setembro, às 17h30, sessão dos Seminários do LHIST com o tema O Desague do Rio Verruga em Conquista: notas sobre o projeto de Assentamento Amaralina.  A palestra, a ser proferida pelo antropólogo José Luiz Caetano da Silva, Professor do Departamento de Filosofia e Ciências Humanas da Uesb, irá tratar do Assentamento Amaralina, antiga fazenda Santa Marta, seus problemas e potencialidades, sua relação com o bairro Bem Querer e com a UESB e seus conflitos internos. E, principalmente, irá tratar das relação dos assentados com o Rio Verruga, no qual os primeiros posseiros recolhiam água. Além dos problemas decorrentes da poluição do rio - o Verruga figura, hoje, como o segundo rio mais poluído do Brasil – os moradores têm de lidar com as enchentes que, eventualmente, provocam queda de ponte e isolamento da comunidade.

Os seminários do LHIST ocorrem na sala 09 do módulo I de aulas da Uesb, campus de Vitória da Conquista, no horário das 17h30 às 19h. As sessões são abertas ao público e certificados serão conferidos aos participantes. Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (77) 3424-8697 ou pelo e-mail lhist.uesb@gmail.com.

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Seminário do LHIST (03/08)



A memória dos trabalhadores da construção civil será tema de palestra na sessão que marca o reinício dos Seminários do LHIST, na próxima quinta-feira, 03 de julho, às 17h30, na sala 09 do módulo I de aulas do campus de Vitória da Conquista da Uesb.
Com o título “Memória, trabalho e território: o processo de trabalho na construção civil habitacional da cidade de Vitória da Conquista-Ba”, a Profa. Dra Miriam Cléa Coelho Almeida, do Departamento de Geografia da Uesb, irá apresentar os resultados da sua pesquisa, desenvolvida como tema de tese de doutorado, defendida junto ao Programa de Pós-graduação em Memória: Linguagem e Sociedade, também da Uesb.
A palestra tem como foco as determinações e contradições das memórias do processo de trabalho na construção civil habitacional e suas relações com os processos territoriais urbanos. A autora parte da pressuposição de que a memória é uma construção social permeada de contradições e se insere no processo geral da reprodução ampliada do capital em uma sociedade de classes. A pesquisa conduziu à compreensão sobre a maneira como o trabalho e o território se soldam à memória, criando uma unidade dialética contraditória.
A participação nos Seminários do LHIST é gratuita e aberta à participação de interessados em debater temas relacionados aos mundos do trabalho. Não há necessidade de inscrição prévia Certificados serão conferidos aos participantes de acordo com as assinaturas na lista de frequência

Maiores informações podem ser obtidas pelo e-mail lhist.uesb@gmail.com ou pelo telefone (77)34248697, no horário das 14 às 18h.

segunda-feira, 27 de março de 2017

PALESTRA SOBRE EDUCAÇÃO E TRABALHO MARCA INÍCIO DOS SEMINÁRIOS DO LHIST 2017

No próximo dia 30 de março, quinta feira, às 17h30, o Laboratório de História Social do Trabalho (LHIST) dá início à programação dos Seminários 2017 com a palestra EDUCAÇÃO E TRABALHO NA PERSPECTIVA DA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA: o trabalho educativo em tempos de recrudescimento do pensamento reacionário. A ser proferida pelo Prof. Dr. Carlos Eduardo Felix dos Santos, do Departamento de Filosofia e Ciências Humanas da Uesb e docente do quadro permanente do programa de pós-graduação em memória, a palestra tem por objetivo discutir a natureza e especificidade do trabalho educativo na ótica da pedagogia histórico-crítica. e os fundamentos filosóficos e históricos de uma teoria pedagógica que tem no materialismo histórico sua referência central .Diante dos desafios postos nas disputas pela direção da formação humana numa sociedade cindida em classes, na qual a educação pública destinada ao polo do trabalho/trabalhadores é cada vez mais esvaziada, a atividade aborda os desafios, limites e possibilidades para o desenvolvimento de um trabalho educativo que busque desenvolver as máximas potencialidades dos indivíduos em meio aos bloqueios impostos pelas relações sociais de exploração e dominação inerentes ao modo do capital organizar a vida, sobretudo nestes tempos de recrudescimento do pensamento reacionário.
A atividade irá acontecer na sala 09 do módulo 1 de aulas, no campus de Vitória da Conquista da Uesb.

Maiores informações pelo telefone (77)3424 8697 ou por lhist.uesb@gmail.com

terça-feira, 29 de março de 2016

Próxima sessão dos Seminário do LHIST discute processos de menores trabalhadores na Justiça do Trabalho


Acontece no próximo dia 31 de março, às 17h30, na sala 09 do módulo de aulas da Uesb, campus de Vitória da Conquista, sessão dos Seminários do LHIST que tem como tema a experiência de crianças e adolescentes, na condição de reclamantes, em processos trabalhistas da região de Vitória da Conquista. Na oportunidade, o pesquisador do LHIST e doutorando em História Econômica pela USP, José Pacheco dos Santos Junior, irá apresentar os principais elementos da sua dissertação de mestrado “O direito de reclamar: meninas e meninos na Justiça do Trabalho (1964-1972)”, defendida em 2015 junto à USP. A dissertação examina os embates travados entre menores trabalhadores e seus patrões no âmbito do judiciário trabalhista e descortina as principais estratégias de negociação, acusação e defesa utilizadas pelos jovens, pelos patrões e advogados no intercurso dos processos. Recusando uma perspectiva de cunho vitimizador, o estudo confere relevo aos diversos contornos do trabalho infantojuvenil, aos conflitos decorrentes das relações de trabalho envolvendo os menores trabalhadores e suas ações nos tribunais, como também aos aspectos importantes do universo econômico, legislativo e judiciário no Brasil nos primeiros anos de ditadura militar.

terça-feira, 8 de março de 2016

Seminário do LHIST teve como palestra: o movimento de camponeses na região de Barra do Choça

   
                            

Entre 1972 e 1981, camponeses da área denominada Matas do Pau Brasil, no município de Barra do Choça, no Sudoeste da Bahia, travaram luta contra as tentativas expropriatórias efetivadas por um latifundiário, no contexto de desenvolvimento da atividade cafeeira na região. A resistência de homens e mulheres que não possuíam títulos de propriedade resultou na constituição de movimento social pelo direito à posse da terra que contou com o decisivo apoio da Igreja Católica.  As formas de organização e de luta dos camponeses e os resultados do conflito, no período da ditadura civil-militar, foram os temas apresentados e debatidos pelo Prof. Eduardo Leite (Uneb).

Projovem Urbano foi tema de debate em Seminário do LHIST


Debate sobre a atuação do Projovem Urbano em Vitória da Conquista marcou a retomada dos Seminários do LHIST, no dia 25 de fevereiro. O programa, subordinado ao Ministério da Educação, teve como objetivos: a elevação da escolaridade, a qualificação profissional inicial e o estímulo à participação social de jovens, “mediante a (re)construção subjetiva da identidade de sujeitos excluídos do sistema socioeconômico”. A apresentação do histórico do programa e um balanço das atividades desenvolvidas no município estavam a cargo de Ademir Schethini Junior e Joscimara Nunes Lemos, respectivamente educador e agente escolar vinculados ao Projovem Urbano.


domingo, 29 de novembro de 2015

Lançamento


A Revista Angelus Novus, publicação dos pós-graduandos em História Econômica e História Social da Universidade de São Paulo (USP), tem o prazer de divulgar o primeiro número do dossiê História da Infância e da Juventude.

Boa leitura!